Berlim, 7 mai (EFE).- A Audiência Provincial de Erfurt (leste da Alemanha) condenou hoje Claudia B.

, de 22 anos, a nove anos de prisão pelo homicídio de seus três filhos recém-nascidos.

O caso veio à tona no ano passado, depois que um novo inquilino se mudou para o imóvel no qual a acusada viveu durante anos com seus pais e seus irmãos, e descobriu os cadáveres escondidos na casa e na garagem.

Segundo a Promotoria, a mãe deu à luz às três crianças, um homem e duas mulheres, entre 2002 e 2005, mas "não se ocupou delas", o que teria provocado sua morte.

Durante o julgamento, a acusada havia reconhecido ser a mãe dos bebês, mas assegurara que eles haviam nascido mortos.

A jovem é mãe de outro bebê, uma menina, que nasceu no mês de novembro. EFE ih/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.