Mãe é suspeita em morte de menina de quatro anos no México

O corpo de uma menina deficiente de quatro anos cujo sumiço há dez dias mobilizou o México foi encontrado escondido no próprio quarto da criança, na Cidade do México, num caso que está chocando o país. A polícia disse que Paulette Gebara Farah morreu por asfixia, e a própria mãe foi detida como suspeita no caso.

BBC Brasil |

Desde o desaparecimento, no dia 22 de março, a família e amigos da menina lançaram um apelo por informações e foram distribuídos cartazes e folhetos pela capital mexicana retratando a menina loira de olhos azuis.

A história ocupou muito espaço na imprensa do país e gerou debates na internet.

Saco plástico
Segundo a imprensa mexicana, na quarta-feira, quando a polícia tentava reconstituir os detalhes do desaparecimento, o corpo foi encontrado.

Ele estava dentro de um saco plástico entre o colchão e a cama.

O promotor de Justiça Alberto Babaz disse que o corpo não havia sido encontrado antes porque a polícia estava concentrando as buscas fora da casa da menina.

Paulette Gebara Farah sofria de dificuldades de fala e locomoção.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG