Mãe é condenada por sequestrar própria filha na Inglaterra

Uma mãe de 33 anos de idade foi condenada por sequestrar a própria filha no norte da Inglaterra, na tentativa de receber o dinheiro da recompensa, em um caso que teve grande repercussão na Grã-Bretanha.

BBC Brasil |

Karen Matthews e Michael Donovan devem ser condenados a vários anos de prisão, segundo o juiz, depois de terem sido considerados culpados das acusações de sequestro, encarceramento e obstrução da Justiça.

Shannon Matthews, de nove anos de idade, desapareceu no último dia 19 de fevereiro em Batley Carr, West Yorkshire, quando voltava da escola para a casa.

Sua mãe foi às redes de TV pedir ajuda e o caso foi acompanhado em toda a Inglaterra, levando a uma das maiores operações de busca já realizadas pela polícia de West Yorkshire, a um custo de quase 3,2 milhões de libras (cerca de R$ 11,7 milhões).

No dia 14 de Março, Shannon foi encontrada pela polícia no apartamento de Donovan - tio do então namorado de Karen Matthews, Craig Meehan - a pouco mais de um quilômetro de distância de sua casa.

No julgamento, em Leeds, foi revelado que Karen e Donovan mantiveram a menina "dopada, subjugada e escondida do público", para obter arecompensa oferecida para quem encontrasse a menina.

Policiais e setores da imprensa apontaram que o plano pode ter sido inspirado no caso do desaparecimento de Madeleine McCann em um resort em Portugal, em maio de 2007.

O caso de "Maddie" - que foi arquivado 14 meses depois do desaparecimento da menina, então com quatro anos - teve repercussão mundial, e um fundo criado para reunir recursos que ajudassem nas investigações levantou 1 milhão de libras (R$ 3,6 milhões).

O jornal britânico The Sun ofereceu uma recompensa de 50 mil libras para quem achasse Shannon.

O juiz anunciou o adiamento da sentença para que sejam preparados relatórios. Os réus não entraram com pedido de fiança.

O detetive que liderou as investigações, Andy Brennan, descreveu Karen Matthews como "o mal puro".

"É difícil entender que tipo de mulher iria submeter a própria filha a um crime tão horrível e perverso", disse ele.

Durante as três semanas de julgamento, a promotoria disse ao júri que Donovan manteve Shannon Matthews dopada e presa em seu apartamento como parte do plano de Karen Matthews para receber a recompensa.

A mãe negou as acusações e culpou o ex-namorado, Craig Meehan, e outros membros de sua família.

Ela disse se sentir "enojada" pelas alegações de que estaria envolvida no sequestro da própria filha.

Donovan, por sua vez, alega ter sentido medo de Karen Matthews e que concordou em ficar com Shannon apenas por temer pela própria vida.

Nenhum dos réus demonstrou qualquer emoção quando o júri leu o veredicto unânime. Segundo a promotoria, as ações de Matthews e Donovan correspondem a um "abuso da confiança do público".

"Este golpe cínico culminou com os apelos de Matthews pela volta de sua filha na TV, feitos enquanto ela escondia o paradeiro da criança da polícia, que empenhava grandes recursos nas buscas por Shannon."

Leia mais sobre sequestro

    Leia tudo sobre: seqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG