A mulher que deu à luz oito crianças em apenas um parto no final de janeiro, na Califórnia (oeste), se refugiou em um lugar não indicado depois de ter recebido ameaças de morte, confirmou nesta quinta-feira seu porta-voz.

Nadya Suleman, cuja decisão de ter novos embriões implantados quando já era mãe de seis crianças provocou uma forte polêmica no país, havia decidido voltar para sua casa em um subúrbio de Los Angeles no final de semana passado, mas não pôde após ter recebido ameaças, explicou Michael Furtney, sua porta-voz.

"Embora várias ameaças não sejam muito sérias, havia algumas muito sérias, e por isso foi sugerido a ela, por precaução, que fosse para outro lugar", disse sua porta-voz à AFP.

"Creio que está se preparando para voltar para sua casa. Não estou 100% seguro, mas é provável que chegue em casa nos próximos dois dias", acrescentou.

Segundo Furtney, Suleman recebeu ameaças depois que foram revelados os detalhes do nascimento dos óctuplos no dia 26 de janeiro.

A empresa de Furtney ajudou Suleman a colocar na internet o site "www.thenadyasulemanfamily.com", no qual as pessoas podem enviar mensagens e doações para esta mãe de 14 crianças.

O nascimento dos oito filhos suscitou polêmica no país.

A própria mãe de Suleman criticou a decisão de sua filha que está desempregada, vive com ela em uma residência de quatro cômodos e, segundo a imprensa local, deve cerca de 50.000 dólares em empréstimos estudantis.

rcw-pb/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.