Mãe de óctuplos já teve medo de não poder ter filhos

WHITTIER, Califórnia ¿ Nadya Suleman já teve medo de não poder ter filhos. Ela entrou em depressão após falhar em diversas tentativas de engravidar, e ficou angustiada por não ter filhos.

Redação com agências internacionais |

Agora, ela é mãe de 14, incluindo os óctuplos que nasceram na última semana. A revelação da mãe solteira que já tinha seis filhos entre 2 e 7 anos provocou uma torrente de críticas e questionamentos sobre a ética no tratamento de fertilidade.

Esse sempre foi um sonho meu, ter uma grande família, uma família enorme, disse Suleman ao programa "Today" da rede NBC, na quinta-feira, em uma entrevista que deve ir ao ar na próxima semana.  Segundo a mãe, Ângela Suleman, Nadya é "obcecada" pela maternidade desde que era adolescente. "Ela adora crianças e é muito boa com elas, mas obviamente foi longe demais", disse a mãe.


Nadya (esquerda) é a mãe dos óctuplos / AP

Nadya disse à NBC que esperou por sete anos antes de finalmente dar à luz primeira criança. De acordo com documentos, Suleman disse ao médico que já tinha perdido três bebês. Outro médico refutou esse número, dizendo que ela teve duas gestações deslocadas, uma condição perigosa na qual os óvulos são implantados em outro lugar que não no útero. 

Suleman disse que todas as 14 crianças são resultados de fertilização in vitro, com o esperma doado por um amigo.

Mike Furtney, assessor da mãe dos óctuplos, disse quinta-feira que Suleman estava se sentindo muito bem e aguardava até poder se reunir de novo com os óctuplos, que nasceram prematuros e devem ficar no hospital por mais algumas semanas.


Jornalistas fazem guarda diante da casa de Nadya Suleman / NYT

Documentos dizem que Suleman, 33, ficou grávida de seu primeiro filho depois de um acidente durante um tumulto no hospital psiquiátrico estadual em que trabalhava. Suleman temeu perder o bebê e entrou em uma intensa depressão, de acordo com uma avaliação psicológica.

Quando você tem histórico de abortos naturais, você acha que precisará de um milagre para ter filhos, disse Suleman ao Dr. Dennis Nehamen. Eu só pensava em morrer. Suspeitei que estava grávida mas depois pensei, isso é ridículo.

Mas em 2001 o nascimento de um bebê ajudou meu espírito, disse Suleman.

Histórico

Na entrevista à rede NBC, Suleman disse que sua infância como filha única foi cheia de defeitos. Entretanto, documentos médicos obtidos pela agência Associated Press indicam uma infância feliz.

Ela disse aos médicos que foi uma aluna acima da média na Nogales High School, em La Puente, onde gostou de ser líder de torcida, teve muitos amigos e ficou fora de encrencas. Ela disse ainda que seus pais eram amáveis e a apoiavam.

De acordo com os documentos, Suleman ficou ferida durante um tumulto no hospital psiquiátrico, quando foi atingida nas costas. O episódio danificou sua espinha e fez com que se queixasse de dores de cabeça e dores intensas na parte inferior do corpo durante anos.

Suleman atribuiu a dor prolongada em parte devido ao fim do seu casamento com Marcos Gutierrez, com quem se casou em 1996 e se divorciou em 2008.

Óctuplos polêmicos

Nenhuma lei restringe o número de embriões que podem ser colocados no útero materno, mas médicos especialistas em fertilidade geralmente seguem regras que recomendam que os médicos levem em consideração as condições mentais e físicas da mãe.

O bioeticista da Universida de Pensilvânia, Arthur L. Caplan, disse que o caso apresenta questões éticas difíceis, como se um médico deveria ter aceitado Suleman para um tratamento de fertilidade considerando que ela já tinha seis filhos.

"Eu acho uma falha ética enorme que ela tenha sido aceita como paciente", disse Caplan.

(*com informações da Associated Press e NYT)

Leia também:


Leia mais sobre óctuplos

    Leia tudo sobre: gêmeos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG