Mãe de óctuplos da Califórnia demite enfermeiras

Los Angeles (EUA.), 24 mar (EFE).

EFE |

- A americana Nadya Suleman, mãe dos óctuplos nascidos em janeiro na Califórnia, despediu hoje o grupo de enfermeiras que ajudava a cuidar dos seus filhos e as acusou de espionagem, segundo a imprensa local.

"Sim, é verdade. Eu as despedi. A situação estava realmente ruim.

É tudo que posso dizer. Não posso confirmar os motivos ainda. Darei mais detalhes em breve", disse à revista "US Magazine".

As enfermeiras faziam parte da organização Angels In Waiting, que havia se oferecido para ajudar Suleman, que já tinha seis filhos e teve os óctuplos em janeiro.

O advogado da americana, Jeff Czech, disse que a relação entre sua cliente e a organização vinha se deteriorando nas últimas semanas.

Segundo Czech, Suleman teve várias discussões com as enfermeiras, mas a situação ficou insustentável quando ela suspeitou que Linda West-Conforti, fundadora da Angels in Waiting, estava elaborando um relatório que prejudicaria sua imagem.

"Nadya sentiu que estava sendo julgada de forma errônea e não precisava disso", disse o advogado.

Até o momento, quatro dos bebês já receberam alta, enquanto os outros seguem em observação no hospital. EFE mg/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG