Mãe de crianças achadas mortas em porta-mala é indiciada na Grã-Bretanha

A mãe duas crianças pequenas cujos corpos foram encontrados no porta-malas de um carro na Grã-Bretanha, foi indiciada por assassinato, neste sábado. Fiona Donnison, de 43 anos, será ouvida por uma Corte de Magistrados sob acusação de ter matado Harry, de 3 anos, e Elise, de 2 anos.

BBC Brasil |

Na quarta-feira, Donnison havia sido internada depois de se apresentar em uma delegacia do condado de Sussex para relatar um "incidente". Ela apresentava "ferimentos causados por ela mesma" nos pulsos e braços.

Os corpos das crianças foram encontrados pela polícia no mesmo dia em duas sacolas no porta-malas de um Nissan prateado.

Na sexta-feira, após passar por exames médicos, Donnison teve alta e passou a ficar sob custódia policial.

Exames
Os primeiros exames nos corpos das crianças mostraram sinais de asfixia em Harry e Elise Donnison, mas a polícia ainda aguarda mais exames toxicológicos. Os exames também mostraram que as crianças estavam mortas há menos de 24 horas quando foram encontradas.

A polícia revelou que já tinha tido um "contato prévio" com Fiona e seu marido, Paul Donnison, antes da morte das crianças, mas não deram mais detalhes sobre a razão deste contato anterior.

Vizinhos da família Donnison informaram que o casal se separou em dezembro de 2009 e que a casa onde eles moravam tinha sido colocada à venda. A polícia isolou a área onde fica a casa de três andares para investigações.

Donnison, uma ex-funcionária do banco britânico Lloyds, tem outros dois filhos adolescentes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG