Madri retira todos os títulos honorários de Francisco Franco

A cidade de Madri decidiu nesta segunda-feira retirar todos os títulos honorários concedidos pela capital espanhola a Francisco Franco durante sua ditadura (1939-75), afirmou à AFP uma porta-voz da prefeitura.

AFP |

"A prefeitura aprovou por unanimidade a retirada das honras de Franco", afirmou a porta-voz da prefeitura de Madri, governada pelo opositor Partido Popular (PP, direita).

"El caudillo", que governou a Espanha com mãos-de-ferro durante 36 anos depois da Guerra Civil (1936-39), deixará de ser "prefeito honorário" e "filho adotivo" da capital espanhola, dois títulos que foram dados a ele em 1964.

As medalhas de ouro e de honra da cidade, que foram concedidas em 1942 e em 1959, também serão retiradas.

O pedido de exclusão dos títulos foi apresentado pelos vereadores do partido ecológico-comunista Esquerda Unida (IU), que exigiram a aplicação da lei chamada de "memória histórica", adotada em 2007 pelo Parlamento espanhol.

Esta lei prevê também a retirada de todos os símbolos do franquismo da cidade.

A última estátua do ditador montado a cavalo ainda existente em um espaço municipal espanhol (inaugurada em 1964) foi retirada em dezembr de 2008 de uma praça de Santander (Cantabria, norte).

Uma estátua de bronze do ex-ditador foi desmontada em março de 2005 em uma praça de Madri por instruções do governo socialista.

Ainda resta uma estátua de Franco de pé, no encrave espanhol de Melilla, no Marrocos, que a prefeitura se comprometeu a retirar.

Em novembro de 2008, a cidade natal de Franco, El Ferrol, na Galícia, retirou todos os títulos honorários do ditador.

Segundo um informe oficial citado no final de maio pelo jornal espanhol Público (esquerda), na Espanha ainda restam 585 símbolos de franquismo em prédios pertecentes ao Estado, principalmente em prédios das Forças Armadas, apesar da lei que exige sua retirada.

vg/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG