Macedônia abandona cúpula em protesto por não ser convidada à Otan

BUCARESTE - O ministro de Assuntos Exteriores da Macedônia, Antonio Milososki, anunciou hoje que a delegação abandonará a cúpula, em Bucareste, em protesto por não ter sido convidado a entrar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

EFE |

A Macedônia não recebeu o convite devido à recusa grega de aceitar que seu país tenha o mesmo nome que uma de suas províncias.

"Ninguém importa que nossos soldados arrisquem sua vida em missões da Otan com o nome da Macedônia em seus uniformes", disse Milososki em entrevista coletiva.

A Macedônia tem posicionados atualmente 130 soldados na operação aliada no Afeganistão.

O ministro considerou "muito lamentável" para "os princípios democráticos" que a Macedônia tenha sido "castigada não pelo que fez, mas pelo que é".

"Nosso país é a República da Macedônia, e assim será para sempre", disse Milososki, que agradeceu os "sinceros esforços" do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para promover sua entrada na Otan junto com os outros dois candidatos, Albânia e Croácia.

Lamentou que, no entanto, que "o irrelevante argumento grego dos velhos tempos" tenha prevalecido sobre questões sérias e como a estabilidade dos Bálcãs.

    Leia tudo sobre: otan

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG