Luxo e cores invadem passarelas no último dia da semana de moda de Paris

Paris, 12 mar (EFE).- No último dia dos desfiles para a temporada Outono-Inverno 2009-2010 da semana de moda de Paris, o americano Marc Jacobs, para a Louis Vuitton, e a chinesa Shiatzy Chen, para sua própria grife, apresentaram hoje coleções luxuosas e coloridas.

EFE |

O trabalho dos dois estilistas, que exploraram matérias-primas suntuosas e ousaram na mistura de cores, bordados e formas orientais e ocidentais, foi uma nova confirmação de que a crise não obrigará ninguém a se vestir de preto ou com roupas de tecidos e cortes sóbrios.

Jacobs fez sua apresentação no Pátio Quadrado do Museu do Louvre, numa tenda transparente e menor do que aquela em que desfilou na última temporada. Porém, o nova-iorquino não economizou no que levou à passarela.

Rica em detalhes, a coleção que o estilista americano criou para a Louis Vuitton teve como principal característica a silhueta ajustada, quebrada com ombreiras exageradamente grandes.

Para compor o visual, Jacobs também apostou nos coques levemente despenteados, nos sapatos e sandálias de salto alto, e nas pérolas, que apareceram reluzentes e nos mais variados tamanhos na cabeça, nos pés, na cintura e, como não poderia deixar de ser, em volta do pescoço.

Por sua vez, a chinesa Shiatzy Chen, que apresentou sua coleção na Escola de Belas Artes de Paris, fez um desfile poético, reflexo de sua grande paixão pela arte e a poesia.

Sem renunciar a suas origens - pelo contrário, com a clara intenção de realçá-las -, a estilista chinesa levou à passarela criações inspiradas na Rota da Seda, mas com toques notadamente ocidentais.

Os destaques foram os bordados, os vários tecidos e texturas, e as combinações de vermelhos, laranjas, azuis, dourados e marrons.

EFE lg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG