Lutador brasileiro morre em assalto no Rio; turista americano fica ferido

Rio de Janeiro, 25 dez (EFE).- O lutador brasileiro de artes marciais Marcos Adriano Albuquerque foi assassinado em um assalto no Rio de Janeiro, ao passo que o turista americano Brent Garret Massnan, que o acompanhava no carro que os ladrões tentaram roubar, ficou gravemente ferido, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

O assalto ocorreu na tarde de ontem, quando Garret e Albuquerque, que vivia nos Estados Unidos e dava aulas de artes marciais para celebridades de Los Angeles, viajavam para Parati para passar o Natal.

O veículo em que ambos estavam, um 4x4 emprestado por um amigo, foi interceptado por dois homens armados em Grota Funda, nos arredores do Rio de Janeiro.

Os ladrões deram um tiro no estômago do americano, aparentemente porque ele resistiu ao assalto, e o deixaram no local do assalto. Jà Albuquerque foi obrigado a dirigir o veículo até uma favela na zona oeste do Rio de Janeiro.

O corpo do lutador foi achado ontem à noite pela Polícia dentro do veículo, que foi abandonado em um dos acessos da favela do Sapo.

A Polícia suspeita que o lutador foi baleado quando, em algum momento, tentou render os assaltantes.

O americano, de 36 anos e também procedente de Los Angeles, foi socorrido por uma ambulância que passava pelo local onde tinha sido abandonado. Ele foi levado para o hospital, onde seu estado foi diagnosticado como grave, mas estável.

Albuquerque, de 39 anos e conhecido no mundo das artes marciais como Marcos Jara, vivia havia 20 anos nos Estados Unidos. EFE cm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG