Luta continuará até fim do bloqueio e da ocupação, diz Hamas

Gaza, 18 jan (EFE).- As Brigadas de Ezedin al-Qassam, braço armado do movimento islamita Hamas, anunciaram que continuarão sua luta armada em Gaza junto a outras facções palestinas, pouco após Israel anunciar um cessar-fogo unilateral na faixa.

EFE |

Em comunicado, o braço armado do Hamas disse que "a declaração israelense evidência o fracasso da ocupação (Israel) de conquistar a vitória em Gaza", e assegura prosseguirá a luta armada "enquanto houver um soldado israelense e continue o bloqueio" no território palestino.

"As Brigadas de Ezedin al-Qassam e todos os grupos da resistência continuarão sua luta enquanto houver um só soldado israelense no território de Gaza e continue o bloqueio", afirmou.

O grupo assumiu ainda a autoria do lançamento de dois foguetes contra o povoado israelense de Ofakim e uma base da Força Aérea de Israel próxima a Gaza.

O braço armado do Hamas disse que esses ataques "são para mostrar o fracasso e o desespero de Olmert".

Nenhum dirigente político do Hamas na Faixa de Gaza já se pronunciou sobre o anúncio israelense, mas o representante do movimento no Líbano, Osama Hamdan, leu um comunicado sobre a trégua.

Hamedan parabenizou os palestinos pela "vitória", e assegurou que "o inimigo sionista matou civis e causou destruição, mas fracassou em romper a força da resistência". EFE sar-mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG