Brasília, 25 jun (EFE) - A visita que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará à Venezuela nesta sexta-feira durará cerca de cinco horas e estará centrada em assuntos de cooperação energética e sul-americana, informaram hoje fontes oficiais. O porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, disse que Lula chegará a Caracas diretamente para uma reunião com o presidente venezuelano, Hugo Chávez, com quem depois compartilhará um almoço, e que depois voltará imediatamente ao Brasil. Segundo Baumbach, serão revisadas as relações bilaterais nas áreas industrial, agrícola, educacional e energética, além de assuntos vinculados ao Mercosul, ao qual a Venezuela está em processo de adesão. Além disso, Lula e Chávez analisarão medidas para facilitar o tráfego de pessoas e bens na fronteira entre os dois países. No plano energético, que, segundo o porta-voz, será um assunto dominante na reunião, será assinado um acordo para a ampliação da interconexão elétrica binacional, que foi inaugurada em 1999 entre Roraima e Bolívar, na Venezuela. Baumbach informou que os dois governantes passarão em revista a negociação da Petrobras para a compra de gás natural da Petróleos de Venezuela S/A (PDVSA), e que serão discutidos detalhes pendentes sobre a Refinaria Abreu e Lima, construída em Pernambuco. Lula e Chávez estiveram nas obras da refinaria em março, durante uma visita do presidente venezuelano ao Brasil. O projeto foi apresentado inicialmente como uma operação c...

EFE ed/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.