mais maduro e acredita que Davos perdeu glamour - Mundo - iG" /

Lula vê Fórum Social mais maduro e acredita que Davos perdeu glamour

Porto Alegre, 26 jan (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse hoje que vê o Fórum Social Mundial mais maduro e com muito espaço para crescer, enquanto o Fórum Econômico de Davos perdeu o glamour há anos.

EFE |

"Davos não tem o glamour que pensavam que tinha em 2003", disse Lula em discurso durante o Fórum Social, em Porto Alegre, lembrando sua primeira participação na reunião econômica realizada anualmente nos Alpes suíços.

O presidente brasileiro considerou que o sistema financeiro internacional "não pode mais desfilar seu modelo de gestão", pois acabou de criar uma grande crise.

"Vou a Davos como em 2003, com orgulho do que tenho que dizer e mostrar (...) e com a missão de dizer que se o mundo desenvolvido tivesse feito a lição de casa na economia, não teríamos tido crise", afirmou Lula.

O presidente lembrou que em seu primeiro discurso em Davos, em 2003, tinha acabado de assumir a Presidência, e havia "medo" de ele não conseguir governar o país.

"Agora vou dizer que um torneiro mecânico foi quem mais criou universidades e escolas técnicas profissionais e vou afirmar que é possível mudar a história de cada país", afirmou.

Lula participa novamente do Fórum de Davos na próxima sexta, quando recebe o prêmio de "estadista global", e aproveitará para reiterar seu pedido de reformar as instituições financeiras internacionais e ampliar o Conselho de Segurança da ONU.

Sobre o Fórum Social, que nasceu há uma década como oposição ao Fórum de Davos, disse que o vê "intacto, com a mesma saúde e vigor" da época, e disse que há "muito mais espaço para crescer".

Para Lula, um dos incentivadores do Fórum Social Mundial, o evento "tem que manter a utopia do impossível, ter vontade, coragem e mostrar trabalho".

Lula discursou para um público de aproximadamente 10 mil pessoas, em sua maioria sindicalistas, que lotaram o ginásio Gigantinho, do Internacional, gritaram o nome do presidente e o interromperam com aplausos e cantoria em vários momentos de seu discurso.

O discurso também foi acompanhado por um grande público fora do ginásio, através de telões instalados pela organização. EFE mp/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG