Lula vai defender o fim do embargo a Cuba em discurso na ONU

BRASÍLIA ¿ O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai defender o fim do embargo a Cuba em seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, a ser realizado na próxima semana. Segundo o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, o presidente considera o bloqueio ¿anacrônico¿.

Christian Baines, repórter em Brasília |


O assunto do embargo a Cuba é um assunto que preocupa o presidente Lula de maneira muito especial. No seu discurso nas Nações Unidas ele pretende fazer uma menção explícita a necessidade do fim do bloqueio a Cuba pelos Estados Unidos. Um bloqueio que o presidente considera anacrônico, que é condenado pela opinião pública no continente, disse Baumbach. 

Nesta segunda-feira, o presidente americano, Barack Obama, anunciou a prorrogação por mais um ano do bloqueio a ilha. Na quarta, Lula afirmou que não havia entendido a decisão de seu colega e que poderia vir a conversar com ele durante o encontro do G20 (grupo dos vinte países mais industrializados).

Eu vou me encontrar agora com [o presidente] Obama, em Pittsburgh. E eu talvez converse com ele porque eu não entendo bem a posição dos Estados Unidos. Mas de qualquer forma, quem sou eu para questionar a decisão soberana de um Estado?, questionou Lula.

O porta-voz negou que já esteja marcada uma conversa entre os dois presidentes, mas não descartou que eles realmente se encontrem para tratar do assunto. Até o momento não há nenhuma previsão. (...) Nada impede que ele volte a falar com o presidente Obama.

Leia mais sobre Cuba

    Leia tudo sobre: cubaembargo a cubalula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG