Lula se reunirá com Sarkozy em Genebra antes da Cúpula do Bric

Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegará neste domingo a Genebra, onde, na segunda-feira, se reunirá com seu colega francês, Nicolas Sarkozy, e discursará no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas e na reunião da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

EFE |

A escala em Genebra é a primeira de uma viagem que levará Lula à Cúpula do grupo Bric (Brasil, Rússia, Índia e China), que será realizada na terça-feira, na cidade russa de Yekaterimburgo, e que será finalizada na quarta-feira, com uma visita oficial do Presidente ao Cazaquistão.

Segundo o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, a primeira atividade de Lula em Genebra será um discurso no Conselho de Direitos Humanos da ONU, no qual o líder falará sobre seus projetos contra a fome e a pobreza.

Lula também "defenderá a importância dos direitos econômicos, sociais e culturais, necessários para garantir uma vida digna para todos e para preservar direitos civis e políticos, com o objetivo de consolidar o Estado de Direito e construir sociedades democráticas, justas e prósperas", disse Baumbach.

Depois, o Presidente participará da 98ª Conferência Internacional do Trabalho, convocada pela OIT, na qual alertará sobre os perigos da atual crise financeira internacional para os trabalhadores do mundo.

Após sua participação na conferência da OIT, Lula almoçará com Sarkozy na sede da Missão do Brasil na ONU. Este será o primeiro encontro entre os líderes desde o acidente envolvendo um avião da Air France no Atlântico, depois de sair do Rio de Janeiro com 228 pessoas a bordo.

Depois do almoço com Sarkozy, Lula irá para a sede da União Internacional de Telecomunicações, onde receberá o prêmio "World Telecommunications and Information Society Award", pelas medidas que seu Governo adotou para combater a pedofilia pela internet.

Na terça-feira, Lula viajará para Yekaterimburgo para participar da primeira cúpula presidencial do Bric, grupo que reúne as quatro principais economias emergentes do mundo.

Segundo o secretário de Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, que participou das reuniões preparatórias da cúpula, o futuro do dólar como moeda de referência mundial será um dos assuntos discutido pelos líderes do Bric.

A agenda abrangerá também a reforma de todas as instituições internacionais, o regime mundial de comércio, a mudanças climáticas e produção de biocombustíveis, entre outros assuntos.

Após sua participação na Cúpula, Lula seguirá para o Cazaquistão, para a primeira visita oficial de um chefe de Estado brasileiro ao país asiático.

Leia mais sobre Lula

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG