Lula se diz consternado e transmite pesar às vítimas do Haiti

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que se sente consternado com as consequências do terremoto que atingiu o Haiti, principalmente em razão da presença de brasileiros que participam da força de paz da ONU no país. Ele lamentou as mortes de haitianos e brasileiros e também de Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, que estava no país. O tremor matou pelo menos 11 militares brasileiros.

Reuters |

Veja a íntegra da nota de Lula.

"Profundamente consternado com a tragédia que atingiu o Haiti, ao qual nos sentimos vinculados fraternalmente em razão da presença da Força de Paz liderada pelo Brasil, transmito meu pesar e minha total solidariedade ao povo haitiano e à família das vítimas brasileiras, civis e militares, em especial à de Zilda Arns, coordenadora da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa e conselheira do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Que Deus dê conforto a todos nesse momento doloroso."

(Texto de Carmen Munari)

    Leia tudo sobre: haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG