Lula recebe presidente argentina em SP para falar de comércio e investimentos

São Paulo, 20 mar (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu hoje a chefe de Estado da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, em São Paulo, com quem se reunirá em particular e, depois, encerrarão um encontro empresarial.

EFE |

Cristina, que chegou na quinta-feira à noite ao Brasil, foi recebida por Lula na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde também almoçarão com os dirigentes da patronal.

Segundo o Itamaraty, os dois líderes "tratarão assuntos de interesse comum e explorarão soluções conjuntas para preservar e ampliar o comércio bilateral e os investimentos", atingidos desabrigados pela crise mundial.

Os empresários brasileiros reclamaram nas últimas semanas sobre as barreiras impostas na Argentina a cerca de 200 produtos importados, grande parte deles procedente do Brasil.

A adoção dessas medidas se deve ao déficit na balança comercial da Argentina com o Brasil, agravado pela crise que, no primeiro bimestre deste ano, reduziu em mais de 40% a troca entre os dois países, segundo o Governo brasileiro.

Lula e Cristina devem analisar também as propostas que levarão à cúpula do Grupo dos Vinte (G20, os países ricos e os principais emergentes), que acontecerá em 2 de abril, em Londres.

Brasil, Argentina e México são os países latino-americanos que se sentarão à mesa com as grandes economias mundiais para tentar encontrar soluções à crise.

Depois do almoço, Lula e Cristina devem dar uma entrevista coletiva para apresentar as conclusões da reunião.

Esta é a segunda reunião dos presidentes dos dois maiores membros do Mercosul, após a visita oficial que Cristina fez ao Brasil em setembro do ano passado.

A presidente argentina também inaugurará hoje na sede da Fiesp uma mostra organizada pelo Museu Nacional de Belas Artes, e depois se reunirá separadamente com os governadores Roberto Requião (PR), Blairo Maggi (MT) e José Serra (SP).

A governante argentina voltará hoje mesmo para seu país. EFE joc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG