Lula recebe Merkel com honras militares no Palácio do Planalto

Brasília, 14 mai (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu hoje com honras militares no Palácio do Planalto a chanceler alemã, Angela Merkel, que iniciou sua primeira visita oficial ao Brasil.

EFE |

Na cerimônia, Lula recebeu Merkel no alto da rampa do Palácio do Planalto após passar em revista aos Dragões da Independência.

Após Brasília, Merkel irá até São Paulo, de onde partirá na quinta-feira para Lima, no Peru, para participar da 5ª Cúpula América Latina-Caribe-União Européia (EU-LAC, na sigla em inglês).

Depois, a chanceler alemã viajará à Colômbia e ao México, em sua primeira viagem oficial pela América Latina.

Após a execução dos hinos nacionais brasileiro e alemão, Lula e Merkel entraram no Palácio do Planalto para uma reunião que será seguida pela assinatura de acordos, uma declaração à imprensa e um almoço no Palácio do Itamaraty.

Lula e Merkel presidirão a cerimônia de assinatura de acordos de cooperação no setor energético com foco em energias renováveis, um plano de ação para associação estratégica entre Brasil e Alemanha e um acordo sobre cooperação financeira, que prevê a concessão de créditos alemães por 40 milhões de euros para projetos ambientais na Amazônia.

Os dois governantes devem conversar sobre as estagnadas negociações para um acordo de livre-comércio entre a União Européia (UE) e o Mercosul, que estão condicionadas aos resultados da Rodada de Doha.

Na agenda do encontro também está previsto um diálogo sobre o programa brasileiro de biocombustíveis, além das negociações da Rodada de Doha, a possível reforma do Conselho de Segurança da ONU e assuntos bilaterais de comércio e investimentos.

Após a reunião com Lula, Merkel viaja hoje mesmo para São Paulo, onde jantará com empresários da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha e diretores da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Amanhã, Merkel visitará a fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, inaugurada em 1953 e que foi o primeiro investimento em fabricação e montagem que a empresa fez fora da Alemanha.

A Volkswagen, mais emblemática das companhias alemãs no Brasil, emprega 25 mil pessoas e possui cinco unidades no Brasil, nas quais são produzidos 3.200 veículos e 2.850 motores por dia. EFE cm/wr/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG