Lula protesta contra assassinato do presidente da Guiné-Bissau

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva protestou nesta segunda-feira contra o assassinato do presidente, João Bernardo Vieira, e do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Tagme Na Waie.

Agência Brasil |

Reuters
Vieira ficou no poder por quase 23 anos


Acho que nós, aqui nesse plenário, não podemos nos calar diante de mais um atentando a uma democracia incipiente que estava se construindo", disse o presidente durante o encerramento de um seminário empresarial em São Paulo. 

"Esse tipo de comportamento não podemos aceitar. Daí por que meu protesto contra os acontecimentos na Guiné-Bissau", acrescentou.

O presidente João Bernardo Vieira foi morto nesta segunda-feira por soldados, horas depois da morte do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas em um ataque a bomba.

Segundo um porta-voz do Exército, Vieira, 69, foi morto a tiros quando tentava fugir de sua casa, que estava sendo atacada. Há relatos de que a residência tenha sido saqueada por soldados. O Exército responsabilizava Vieira pela morte de Tagme Na Waie.

Leia mais sobre Guiné-Bissau

    Leia tudo sobre: guiné-bissau

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG