Lula presta homenagem a ex-escravos brasileiros em Gana

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, que no sábado chegou a Acra para assistir à 12ª conferência da UNCTAD, se referiu neste domingo ao passado brasileiro de Gana e aos ex-escravos que retornaram a este país africano no século XIX.

AFP |

Ao visitar a "Casa do Brasil", um memorial dedicado aos escravos que compraram sua liberdade, Lula prestou homenagem a "esses homens que, nascidos escravos, jamais abandonaram seus sonhos de viver com dignidade, paz e liberdade".

No século XIX, muitos escravos libertos deixaram o Brasil com seus filhos e retornaram à Àfrica ocidental, principalmente para Gana e Benin.

Esta migração aumentou a partir de 1835 devido a deportações maciças depois de uma rebelião frustrada de escravos na Bahia, a Revolta dos Malês.

Durante sua visita anterior a Gana, em 2005, o presidente brasileiro decidiu transformar a "Casa do Brasil" em um memorial. Esta construção, situada em um bairro pobre da capital, foi restaurada recentemente graças à participação financeira de duas empresas brasileiras.

Antes de pronunciar o discurso de abertura da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD, em inglês), Lula visitará a sede na capital ganesa da Empresa Brasileira de Pesquisas (Embrapa).

Também estão previtos encontros bilaterais com o presidente finlandês Tarja Halonen e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

O presidente brasileiro, que já fez sete viagens pelo continente africano, retornará ao Brasil na segunda-feira, depois de pronunciar mais um discurso na UNCTAD.

hv-jlh/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG