Lula pede mais atenção da UE para a América Latina

Berlim, 9 mai (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu que a União Européia (UE) se volte mais à América Latina e não tenha medo dos Governos de esquerda no subcontinente.

EFE |

Lula fez estas declarações em entrevista que será publicada neste sábado pelo semanário alemão "Der Spiegel", com vistas à próxima cúpula UE-América Latina, que será realizada em Lima, e à viagem da chanceler alemã, Angela Merkel, ao Brasil.

Em um resumo da entrevista publicado hoje, Lula reitera sua intenção de solicitar a entrada do Brasil na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), depois de serem encontradas enormes jazidas de petróleo nas costas do Rio de Janeiro.

Além disso, o presidente promete lutar por um preço mais baixo da commodity depois de garantir sua entrada na Opep.

Lula defende a aposta de seu país na produção de biocombustíveis e rejeita as críticas de que os cultivos de cana atrapalhariam os produtos destinados à alimentação, especialmente cereais.

O presidente acredita que os europeus devem deixar nas mãos de outros países a produção de combustíveis, pois "nós e os africanos podemos fazer isso muito melhor".

Em vez de criticar, "o Primeiro Mundo deveria deixar de subvencionar seus agricultores e de estabelecer enormes tarifas às importações", sustenta. EFE ih/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG