tentação de protecionismo como saída para a crise - Mundo - iG" /

Lula pede evitar tentação de protecionismo como saída para a crise

São Paulo, 8 nov (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu hoje em São Paulo, durante reunião no âmbito do G20, para evitar a tentação do protecionismo como uma saída à crise financeira internacional, pois não interessa a ninguém uma redução do comércio.

EFE |

No discurso de abertura da reunião de ministros de Finanças e presidentes dos bancos centrais do G20, Lula defendeu também uma retomada das negociações da Rodada do Desenvolvimento de Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC), após o novo impasse em julho.

"O Brasil acredita que os países devem evitar a tentação de usar o protecionismo financeiro e comercial como artifício para superar a crise. É necessário mais integração, mais comércio, menos distorções e menos protecionismo", ressaltou.

Lula disse que "um dos efeitos mais preocupantes da crise ocorre no comércio. Com a já anunciada recessão, os países ricos vão a reduzir as exportações, o que afetará a balança comercial dos países pobres".

Para Lula, "é o momento para o impulso final da Rodada de Doha".

"A maior abertura do comércio mundial é um excelente antídoto contra a crise e a conclusão de Doha, passou de uma oportunidade a uma necessidade", disse.

O presidente fez uma chamada também aos países desenvolvidos e a instituições "como o Fundo Monetário Internacional", aos quais pediu para "adotar medidas para restaurar a liquidez nos mercados internacionais".

Em seu discurso, lembrou "as lições da crise de 1929", que, segundo Lula, "devem servir de alerta para todos nós".

"Naquela ocasião, medidas unilaterais apenas prolongaram a depressão econômica e alimentaram a desconfiança", disse.

As conclusões da reunião ministerial serão apresentadas na cúpula do G20 que será realizada no dia 15 deste mês, em Washington. EFE wgm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG