Lula pede debate na ONU sobre disputa nas Ilhas Malvinas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta terça-feira o início de um debate na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a polêmica envolvendo a exploração petroleira nas Ilhas Malvinas por uma empresa britânica, criticada pela Argentina.

Reuters |


Líderes latinos participam da cúpula em Cancún / AP

O governo argentino, que disputa com a Grã-Bretanha a soberania do arquipélago, reagiu nas últimas semanas após tomar conhecimento das intenções da empresa Desire Petroleum de iniciar explorações de petróleo nas ilhas.

Durante a Cúpula do Grupo do Rio, no balneário mexicano de Playa del Carmen, Lula disse não ser possível que a Argentina não tenha soberania sobre as Malvinas e que esse direito seja exercido por um país a 14 mil quilômetros de distância.

"Qual é a explicação política das Nações Unidas para que não tenham tomado uma decisão? Será o fato de a Inglaterra participar como membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas a razão para que eles podem tudo e os outros não podem nada?", indagou Lula.

"É necessário que comecemos a lutar para que o secretário-geral das Nações Unidas reabra este debate com muita força dentro das Nações Unidas", afirmou.

Durante a cúpula do Grupo do Rio, a Argentina recebeu o apoio de líderes latino-americanos e do Caribe à sua oposição à exploração petroleira da Grã-Bretanha no arquipélago.

"Não é possível que as Nações Unidas continuem com um Conselho de Segurança que seja representado pelos interesses políticos da Segunda Guerra Mundial, que não levem em conta todas as mudanças que ocorreram no mundo", disse Lula.

"A ONU se distancia e os países individualmente se ocupam de seus assuntos, porque a ONU perdeu representatividade", afirmou.

Leia mais sobre América Latina

    Leia tudo sobre: argentinalulamaldivas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG