Lula pede calma após confirmação de primeiros casos da gripe

Brasília, 8 mai (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que a situação no país é tranquila em relação à gripe suína e que as medidas de precaução estão mantidas, após a confirmação dos primeiros quatro casos do país.

EFE |

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

Lula disse ter falado com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que explicou que três dos doentes detectados no Brasil já se recuperaram e que o quarto permanece hospitalizado, mas que receberá alta em no máximo dez dias.

"O ministro assegurou que em nenhum desses casos houve contágio do vírus (a outras pessoas), o que é uma coisa extremamente bem-sucedida", indicou o presidente durante coletiva de imprensa.

Lula garantiu que "o Governo brasileiro continuará cumprindo todas as determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS)" e que as medidas de prevenção em portos e aeroportos serão mantidas durante o tempo que for necessário.

"A situação está tranquila", afirmou o presidente.

Segundo explicou o Ministério da Saúde, os casos confirmados foram nos estados de São Paulo (dois), Minas Gerais e Rio de Janeiro.

No entanto, somente o paciente do Rio de Janeiro permanece hospitalizado, enquanto os outros três já voltaram para casa totalmente recuperados.

Em seu último boletim, divulgado nesta quinta-feira, o Ministério da Saúde também informou que existem 24 pacientes "suspeitos" e que há outros 20 sob observação. EFE ed/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG