Lula oferece recursos para ajudar a vítimas de soterramento em Ilha Grande

Rio de Janeiro, 1 jan (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu mobilizar o Governo para ajudar as vítimas dos deslizamentos de terras que esta manhã mataram pelo menos 15 pessoas na Ilha Grande, em Angra dos Reis, cidade que fica a cerca de 150 quilômetros do Rio de Janeiro, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Uma fonte da Presidência confirmou à agência Efe que Lula, "sensibilizado" pela desgraça que afetou um pequeno hotel na ilha, ligou ao vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, para colocar à sua disposição o Ministério de Integração Nacional.

O Presidente, que está em Salvador passando as festas de fim de ano, também entrou em contato com o ministro da Integração Nacional, Geddel Viera Lima, para ordenar que se incorpore aos trabalhos junto às autoridades do Rio.

O escritório de Comunicação do Ministério confirmou à Efe que a partir de agora serão destinados os recursos necessários para "o socorro imediato e o restabelecimento da normalidade".

Lula também determinou que a Marinha do Brasil se mobilize nos trabalhos de resgate na Ilha Grande.

O acidente na Pousada Sankai, um pequeno hotel de luxo, já causou ao menos 15 mortes, enquanto continuam os trabalhos de remoção de escombros, já que se estima que havia por volta de 50 pessoas hospedadas.

Desde que, na última quarta-feira, começou a chover de forma quase ininterrupta na região sudeste, os desabamentos de terras deixaram 42 mortos só no estado do Rio.

Além disso, outras sete pessoas morreram no estado de São Paulo e outras três em Minas Gerais. EFE az/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG