oportunidade histórica com América Latina - Mundo - iG" /

Lula: Obama tem oportunidade histórica com América Latina

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tem uma oportunidade histórica para construir uma nova relação com a América Latina, estimou neste sábado o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao defender uma maior aproximação de Washington com a região.

AFP |

Lula, que foi recebido neste sábado na Casa Branca, analisou o tema da América Latina com Obama para fezê-lo compreender que no continente se vivem tempos diferentes e que é necessário abordá-los com uma ótica renovada.

"É preciso que os Estados Unidos compreendam que a América Latina vive uma experiência de crescimento econômico, uma experiência muito rica de exercício da democracia. Nunca houve um momento tão promissor para o fortalecimento da democracia", disse Lula à imprensa após o encontro com Obama.

Washington precisa manter uma relação com seus vizinhos do sul que vá além da luta contra o narcotráfico ou a luta armada, disse Lula na embaixada do Brasil em Washington.

É preciso encontrar "um lado produtivo, com a idéia de ajudar a levar oportunidades para que os países possam crescer".

Horas antes, durante a coletiva ao lado de Obama na Casa Branca, Lula estimou que os Estados Unidos têm "uma oportunidade histórica para melhorar as relações com a América Latina".

Obama limitou-se a responder que admira "a liderança progressista" do Brasil na região.

Já na embaixada brasileira, Lula lembrou que faltam poucos dias para a Cúpula das Américas, de 17 a 19 de abril, em Trinidad e Tobago, "onde vamos nos encontrar, onde vão estar todos os presidentes".

"Penso que devemos construir na América Latina uma nova relação, uma relação de confiança, de não ingerência, de compartilhar as coisas boas", destacou Lula, que citou os casos de Cuba, Venezuela e Bolívia.

"Disse ao presidente Obama, e tenho a esperança de que isto vá acontecer, que é preciso que haja uma aproximação com a Venezuela, que haja uma aproximação com Cuba, que haja uma aproximação com a Bolívia".

"Converso muito com (o presidente venezuelano, Hugo) Chávez, sei que Chávez tem expectativas com o presidente Obama, de que possa melhorar a relação; o presidente Obama tem vontade, do mesmo modo que Evo Morales", da Bolívia.

Venezuela e Bolívia, que têm uma relação difícil com os Estados Unidos, saudaram a iniciativa de Lula de promover a revisão nas relações de Washington com a região.

Lula revelou que não analisou com Obama o caso específico de Cuba, cujo regime comunista é um inimigo histórico dos Estados Unidos no continente, e contra o qual pesa um embargo comercial americano de quase meio século.

du/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG