Lula liga para Zelaya e dá seu apoio contra golpe em Honduras

Brasília, 29 jun (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ligou hoje para o chefe de Estado deposto de Honduras, Manuel Zelaya, para transmitir a ele seu apoio contra o golpe militar que o tirou do poder, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

EFE |

Lula conversou durante quase cinco minutos com Zelaya, que está na Nicarágua para uma reunião da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) junto com os presidentes da Bolívia, Evo Morales; do Equador, Rafael Correa; da Venezuela, Hugo Chávez; de Cuba, Raúl Castro; e do país anfitrião, Daniel Ortega.

Lula disse ao governante deposto estar convencido de que a intensa atividade diplomática iniciada no continente poderá reconduzi-lo ao cargo.

Hoje de manhã, o presidente defendeu "o isolamento de Honduras, enquanto não houver um presidente democraticamente eleito".

"Não podemos permitir que em plenário século XXI tenhamos um golpe militar na América Latina. É inaceitável. Não podemos reconhecer ao novo Governo. Temos que exigir o retorno do Governo democraticamente eleito", afirmou.

Ontem, Zelaya foi retirado à força do poder ao ser detido e levado para a Costa Rica por militares hondurenhos.

No mesmo dia, o Congresso hondurenho nomeou Roberto Micheletti, até então presidente da casa, como novo chefe de Estado. EFE ed-az/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG