Lula levará ao México negociação para acordo de livre-comércio

Brasília, 19 fev (EFE).- O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, aproveitará o encontro da cúpula do Grupo do Rio em Cancún para se reunir com o colega mexicano, Felipe Calderón, e iniciar as negociações para um acordo de livre-comércio.

EFE |

A confirmação foi feita hoje pelo porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, quem afirmou que "as discussões preparatórias, impulsionadas pela decisão dos presidentes avançaram significativa".

Calderón visitou Brasil em agosto, quando se comprometeu a colocar em seu país a proposta de empresários de São Paulo para a adoção de um tratado de livre-comércio entre as duas maiores economias da América Latina.

Em setembro, uma delegação oficial brasileira viajou ao México para dar início aos trabalhos preparatórios de uma hipotética redução das tarifas dos principais produtos negociados entre as economias.

Segundo o porta-voz de Lula, "os dois líderes deverão dar continuidade ao processo de intensificação da agenda bilateral e revisar os principais temas de atualidade na região, como Haiti e Honduras".

Baumbach indicou a possibilidade que seja anunciada no México um investimento de US$ 2,5 bilhões pela Braskem, controlada pelo grupo empresarial Odebretch.

Ainda sobre o investimento da Braskem, a maior petroquímica da América Latina, afirmou que o empreendimento "deveria gerar empregos permanentes, cerca de 3 mil, e durante as obras, de 6 mil a 8 mil postos de trabalho".

"Não posso garantir que seja feito o anúncio porque se trata de uma empresa privada. Mas é esperado que faça. O Brasil pretende ganhar presença no México com mais investimentos", acrescentou.

Baumbach quis "lembrar que hoje os investimentos brasileiros no México são de US$ 1 bilhão". EFE az/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG