Lula lança projeto de fábrica de genéricos contra a Aids em Moçambique

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou nesta quinta-feira a Moçambique para lançar o projeto de uma fábrica de medicamentos genéricos contra a Aids.

AFP |

O Brasil, considerado um modelo na luta contra essa doença, vai investir 23 milhões de dólares para construir uma fábrica em Maputo, no sudeste do país africano, informou o ministério das Relações Exteriores.

Lula vai assinar o projeto nesta sexta-feira e a produção de remédios está prevista para começar antes do fim de 2009.

Ele também presidirá a inauguraçao de um escritório da Fundação Oswaldo Cruz, que vai gerenciar este projeto.

A fábrica será construída com tecnologia brasileira, mas as matérias-primas para as drogas virão da Índia, informou um porta-voz do ministério.

A fábrica vai produzir medicamentos anti-retrovirais. Os técnicos de Moçambique serão treinados pelo Instituto de Tecnologia em Fármacos Fiocruz Farmanguinhos, subordinado ao ministério da Saúde brasileiro.

Quando os dois países assinaram o acordo no mês passado, as autoridades brasileiras informaram que o objetivo da fábrica em Maputo é fornecer remédios em toda a África.

De acordo com cifras governamentais, a taxa de infecção do HIV entre a população com idade compreendida entre 16 e 49 anos era de mais de 16%.

Especialistas temiam que o Brasil sofresse uma epidemia igualmente severa, mas agora apenas 0,61% da população brasileira no mesmo grupo de idade é infectada pela Aids.

O Brasil lidera programas agressivos de prevenção e um terço dos brasileiros portadores de Aids recebe tratamento de graça.

fam/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG