Lula faz apelo por brasileiros que vivem na fronteira boliviana

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que realiza uma visita à Bolívia, defendeu neste sábado seus compatriotas que habitam povoados na fronteira entre os dois países, pedindo a seu par, Evo Morales, que trate estes brasileiros com carinho.

AFP |

"Tenho certeza, companheiro Evo, de que a regularização dos brasileiros na Bolívia, principalmente daqueles que estão assentados na fronteira, em Pando, em Beni, também serão tratados com carinho pelo governo boliviano", disse Lula.

As declarações de Lula refletem temores expressados por cidadãos brasileiros que vivem em Pando, na fronteira com o Brasil, devido à política governamental de reclamar soberania em regiões abandonadas desta área do país.

Um número indeterminado de brasileiros habita a faixa fronteiriça entre Bolívia e Brasil, e a maioria deles vivem da exploração de madeira.

Lula lembrou Morales que, recentemente, "regularizamos a situação de mais de 50.000 bolivianos no Brasil, e em julho passado sancionei a lei de anistia que oferece direitos de cidadania a todos os estrangeiros em situação irregular".

Com os assentamentos na região de Pando, o governo tenta acabar com a exploração ilegal e o contrabando de madeira, além do tráfico de drogas.

rb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG