Lula encontra Papa Bento 16 no Vaticano

CIDADE DO VATICANO - O papa Bento 16 recebeu nesta quinta-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em uma reunião particular que durou 24 minutos. Esta é a segunda vez que Lula encontra o pontífice.

Redação com agências |

Papa Bento 16 recebe Lula no Vaticano

Segundo nota do Vaticano, os dois conversaram sobre "políticas sociais" encaminhadas a "melhorar as condições de vida de tantas pessoas que ainda vivem na pobreza e na marginalização". Além disso, Bento 16 pediu a Lula o "favorecimento do papel fundamental da família na luta contra a violência e a deterioração social".

O comunicado acrescenta ainda que, durante o encontro, ressaltou-se "a colaboração entre Igreja e Estado para promover os valores morais e o bem comum não só no Brasil, mas também em favor da África".

De acordo com a Agência Estado, Lula revelou que a economia também foi discutida durante o encontro. O papa teria demonstrado preocupação com a crise financeira, que classificou como "grave".

"Eu pedi ao Papa que fale da crise econômica nos seus pronunciamentos, pois se todo o domingo o papa der um conselhozinho, quem sabe a gente encontra mais facilidade para resolver o problema", disse Lula, após o encontro.

O presidente também afirmou ter dito ao papa que a sua preocupação é que a crise atinja os que já são pobres. "O empresário pode perder um pouco, mas vai continuar sendo empresário, vai continuar rico. E os setores mais avançados da sociedade vão perder um pouco, mas continuarão comendo, bebendo e jantando", declarou.

Papa no Brasil

A audiência serviu ao presidente e ao pontífice para lembrar a visita que Bento 16 fez ao Brasil em maio de 2007 por causa da 5ª Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe (Celam), em Aparecida (SP). Após lembrar esta visita, Lula convidou de novo o pontífice a visitar o Brasil, ao que Bento 16 respondeu: "esperemos".

Da esq. para a dir, a ministra Dilma Roussef (Casa Civil), a primeira-dama, Marisa Letícia, e o presidente Lula, durante encontro com o Papa Bento 16

Durante o encontro, o papa também agradeceu Lula pela assinatura do Acordo Brasil-Santa Sé, sobre o Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil. "Muito obrigado pelo acordo que será assinado", disse o papa ao receber Lula.

Em declarações à "Radio Vaticana", o núncio apostólico (representante do papa) no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, defendeu a assinatura e o "caráter jurídico da Igreja para o pleno desenvolvimento da sua missão apostólica e pastoral".

Visita à Itália

Lula chegou ao Vaticano acompanhado de uma delegação de 11 pessoas, entre elas a primeira-dama, dona Marisa Letícia; a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff; e os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim; e da Defesa, Nelson Jobim.

Após as formalidades do encontro oficial, Lula presenteou Bento 16 com uma coleção de estátuas de cerâmica, que disse representarem "as famílias que emigram por necessidade do norte para o sul do Brasil".

O papa ofereceu a Lula a tradicional pluma para escrever, com a qual presenteia os chefes de Estado e de Governo, e a coleção de medalhas de seu Pontificado.

Ainda nesta quinta, o presidente Lula parte para Washington (EUA) onde participa de reunião do G20 no fim de semana.

Assista ao vídeo sobre a visita de Lula à Itália

Leia mais sobre Lula - Papa Bento 16

    Leia tudo sobre: lulapapa bento 16

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG