Lula e Sarkozy devem assinar três acordos sobre a Amazônia

Entre os acordos que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o colega francês, Nicolas Sarkozy, vão fechar durante a visita do francês ao Brasil estão três relacionados à região da floresta amazônica. Os tratados, que devem ser assinados na terça-feira, prevêem parcerias para a gestão e a exploração de forma sustentável da Amazônia, a criação de uma rede de estudos sobre a biodiversidade da floresta amazônica e a cooperação na luta contra o garimpo ilegal na região da Guiana Francesa.

BBC Brasil |

"A Amazônia está desaparecendo, mas, para o governo brasileiro, nós não temos o direito de falar sobre isso. A Amazônia é algo que diz respeito a todos", afirmou o conselheiro diplomático de Sarkozy, Jean-David Levitte, durante uma entrevista no Palácio do Eliseu, sede da Presidência francesa.

Lula e Sarkozy vão concluir também parcerias na área do ensino técnico e realizar acordos de cooperação no campo espacial, que prevêem, nesse caso, aplicações na agricultura e em pesquisas sobre as mudanças climáticas, afirmou Levitte.

"A parceria estratégia entre a França e o Brasil engloba inúmeras áreas de cooperação, seja no campo econômico, cultural, militar e civil. É uma grande operação. Não vamos concluir tudo em dezembro, durante a visita de Sarkozy, mas vamos lançar ou dar continuidade a grandes projetos", disse Levitte.

Leia também na BBC Brasil:
Comércio
A França exportou 3,1 bilhões de euros para o Brasil nesse ano, o que representa, segundo dados até setembro de 2008, um aumento de 13% das vendas.

O saldo da balança, no entanto, é deficitário para a França em 700 milhões de euros, já que as exportações brasileiras para o país totalizam 3,8 bilhões de euros, segundo o conselheiro.

Sarkozy viaja ao Brasil acompanhado de cinco ministros e de um grupo de cerca de 30 empresários.

Durante sua visita, Sarkozy também lançará oficialmente, durante um show no Museu de Arte Moderna do Rio, o Ano da França no Brasil, que prevê cerca de 700 eventos em 14 cidades brasileiras.

A visita oficial de Sarkozy ao Brasil vai durar apenas dois dias, mas o líder francês deverá permanecer cerca de uma semana no País de férias.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG