Lula é o 1º a deixar o Chile após cúpula da Unasul

Santiago do Chile, 15 set (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi o primeiro a deixar Santiago após a cúpula da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) que expressou sua solidariedade e respaldo ao Governo da Bolívia, Evo Morales, disseram à Agência Efe fontes oficiais.

EFE |

A "reunião extraordinária", que durou quase seis horas no Palácio de La Moneda, foi assistida por nove presidentes, um chanceler e dois embaixadores.

O encontro foi convocado no sábado passado pela governante chilena, Michelle Bachelet - presidente temporária do bloco - para analisar a crise boliviana.

Depois de Lula, deixaram o Chile a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, e seu colega do Paraguai, Fernando Lugo.

Também já voltaram para seus países os governantes da Venezuela, Hugo Chávez, do Uruguai, Tabaré Vázquez, e da Bolívia, Evo Morales.

O presidente do Equador, Rafael Correa, também deve deixar o Chile hoje, confirmaram à Efe fontes oficiais.

O líder da Colômbia, Álvaro Uribe, e o chanceler do Peru, José Antonio Belaúnde, que representou o presidente Alan García, viajarão no começo desta terça-feira, precisaram as fontes.

Os líderes dos países sul-americanos discutiram a portas fechadas uma minuta de acordo na busca de uma saída para o conflito no Chile, que já deixou ao menos 30 pessoas. EFE pg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG