Lula e Lukashenko se comprometem a intensificar relações bilaterais

Rio de Janeiro, 22 mar (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu colega de Belarus, Alexander Lukashenko, se comprometeram hoje a intensificar as relações bilaterais para fortalecer o comércio e possibilitar acordos em diversas áreas.

EFE |

Lula e Lukashenko se reuniram hoje no Rio de Janeiro, onde destacaram "a importância de dar uma maior base institucional à relação bilateral", diz uma declaração conjunta.

"Os dois presidentes concordaram com a necessidade da ampliação e da diversificação do comércio e investimentos bilaterais, assim como na cooperação na área industrial, e se comprometeram a incentivar a troca de missões empresariais", como as que ocorreram recentemente, aponta o texto.

Ambos se comprometeram a abrir respectivas embaixadas em Brasília e Minsk e a intensificar as relações comerciais com a assinatura de acordos em diversas áreas de cooperação, como a agrícola, a tecnológica, a educativa, a esportiva, a turística e a cultural.

A troca comercial entre Brasil e Belarus alcançou em 2008 a cifra recorde de US$ 1,3 bilhão, segundo dados oficiais brasileiros.

Além disso, Lukashenko confirmou que participará do terceiro Fórum da Aliança das Civilizações, que será realizado em maio no Rio.

A declaração conjunta após a primeira visita de um chefe de Estado bielorrusso ao Brasil condensou o respaldo de ambos os Governos à ampliação do diálogo político sob "princípios democráticos" no marco da Aliança das Civilizações.

O uso de fontes energéticas alternativas, o estímulo à produção de biocombustíveis e a necessidade de reformar o Conselho de Segurança das Nações Unidas, com o respaldo da Belarus à aspiração brasileira a um assento permanente, foram outros dos pontos abordados na declaração conjunta.

O aquecimento global, o combate ao tráfico de pessoas e o compromisso com o Tratado de Não-Proliferação (TNP) de armas nucleares também foram temas de destaque na reunião bilateral, que aconteceu por ocasião da participação dos dois presidentes no quinto Fórum Urbano Mundial. EFE wgm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG