momento de superação aos EUA - Mundo - iG" /

Lula diz que vitória de Obama é momento de superação aos EUA

Brasília, 5 nov (EFE) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou hoje uma mensagem ao novo chefe de Estado dos Estados Unidos, Barack Obama, na qual expressou confiança em que responderá à intensa urgência do agora demandada por Martin Luther King.

EFE |

Na mensagem de felicitação, divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, Lula afirma que a vitória do democrata "representa um momento de superação histórica para os Estados Unidos, que provam mais uma vez a capacidade transformadora de sua democracia e de sua sociedade".

Sobre Barack Obama, afirma que "soube transmitir visão de futuro, capacidade de liderança e a certeza de que a esperança é mais forte do que o medo".

Lula lembra ainda que as eleições ocorreram "em conjuntura de desafios complexos para a ordem internacional intensificados pela gravidade da crise financeira que afeta diretamente milhões de pessoas em todo o mundo".

Além de defender a continuidade das "excelentes relações" bilaterais, Lula também diz que, sob a liderança de Obama, os "Estados Unidos responderão a esses desafios inspirados pela 'intensa urgência do agora' demandada por Martin Luther King".

O ministro Celso Amorim também enviou uma mensagem ao líder eleito, no qual sustenta que seu triunfo nas urnas provou "que não há barreiras nem preconceitos que não possam ser vencidos por aqueles que demonstram verdadeiro espírito de liderança, determinação e esperança de um mundo melhor".

Antes de divulgar a mensagem, Lula disse a jornalistas que a vitória do democrata é um "feito histórico" e expressou esperança em que o novo presidente americano promova uma "relação mais forte" entre EUA, América Latina e África, e "acabe com o bloqueio a Cuba".

"Quem duvidava de que um negro podia ser presidente dos Estados Unidos, agora sabe que pode e só pode porque isso acontece em um regime democrático que permite que a sociedade se manifeste", afirmou.

Lula também disse que espera que a liderança de Obama permita chegar a "um acordo de paz no Oriente Médio", que "há décadas se tenta e não se consegue". EFE ed/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG