se beliscando - Mundo - iG" /

Lula diz que Obama ligou 2 vezes para dar parabéns e que ele acordou se beliscando

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva revelou neste sábado em Copenhague, que após o anúncio da escolha do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, na sexta-feira, recebeu dois telefonemas do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que ainda voava no Air Force One de volta a Washington.

BBC Brasil |

  • Rio derrota Madri e vai sedir a Olimpíada de 2016
  • Rio perdeu de Madri na 1ª rodada, mas goleou na 3ª
  • Madri, Chicago e Tóquio: a decepção das cidades derrotadas
  • Rio vence eleição e apaga passado de derrotas brasileiras
  • Governo aposta em investimento e 2 milhões de empregos

    "Ele se disse feliz pelo Brasil e muito satisfeito por a Olimpíada ter ficado com a América do Sul", afirmou Lula, acrescentando que a primeira ligação caiu quando o avião presidencial americano entrou em uma área de turbulência.

    O presidente brasileiro afirmou ainda que não considera constrangedora a viagem de Obama, que vem sendo criticado por ter voltado de mãos vazias aos Estados Unidos.

    "Eu não acho que Obama pagou mico ao vir a Copenhague. Se ele não tivesse vindo, estaria agora sendo acusado que Chicago perdeu por ele não ter vindo", disse Lula. "Obama só tem nove meses de mandato e tem muito tempo para ganhar outras coisas."

    Choro

    Reuters
    Lula chora durante entrevista

    Lula chora durante entrevista

    Ainda de acordo com Lula, ele recebeu telefonemas do presidente da França, Nicolas Sarkozy, que já havia declarado publicamente o seu apoio à candidatura do Rio, do emir do Qatar, Hamad bin Khalifa al Thani, e dos presidentes Fernando Lugo, do Paraguai, e Hugo Chávez, da Venezuela.

    "O Chávez disse que teve uma premonição de que a Venezuela vai ganhar a medalha de ouro no futebol em 2016", contou. "Certamente vai para a final com o Brasil."

    Bem-humorado, o presidente disse que ainda está "se beliscando" para acreditar que o Rio conquistou a Olimpíada e comentou o fato de ter chorado diante das câmeras após a vitória, na sexta-feira.

    "Comecei a lembrar da minha vida, das coisas que pareciam impossíveis, e me deu vontade de chorar. Como eu não tenho vergonha de chorar, eu chorei", admitiu. "O choro é um dos momentos mais nobres do ser humano. Acho que faltam neste país mais dirigentes políticos que chorem."

    Ainda neste sábado, Lula segue para Bruxelas, na Bélgica, onde fica até a segunda-feira. A seguir, ele vai a Estocolmo, na Suécia, onde participa da Cúpula Brasil-União Europeia.

    Leia mais sobre a decisão da sede olímpica:

    • Leia tudo sobre: lulaobamario 2016

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG