equívoco - Mundo - iG" /

Lula diz que etanol dos EUA à base de milho é equívoco

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou neste sábado o uso do milho para produção de biocombustíveis, como é feito nos Estados Unidos, segundo informação da agência oficial do governo. As políticas de biocombustíveis só têm um equívoco, que é a decisão americana de produzir álcool do milho, disse Lula aos jornalistas que o acompanham durante viagem a Gana, na África.

BBC Brasil |

"Certamente que isso reflete no preço de um produto que é importante para a ração animal, que é o milho", afirmou o presidente, segundo a Agência Brasil.

Preço do petróleo
Os biocombustíveis - considerados por muitos países como alternativas mais ecológicas aos combustíveis derivados do petróleo - têm sido alvo de críticas recentes.

Muitos dizem que o uso de alimentos para produção de combustíveis é um dos fatores responsáveis pela alta no preço dos alimentos, que tem gerado crises políticas e violência em alguns países.

O governo do Brasil tem dito que o etanol nacional, feito à base de cana-de-açúcar, não está contribuindo para a crise atual, já que a cana não estaria entre os alimentos em alta.

Em Gana, Lula sugeriu que parte da inflação dos alimentos pode estar sendo causada pelo aumento no preço do transporte, causado pela alta do barril de petróleo.

"É muito estranho alguém fazer críticas aos biocombustíveis sem fazer nenhuma crítica ao barril do petróleo, que subiu de US$ 30 para US$ 103."
"No caso do Brasil, nós estamos provando que é possível produzir biodiesel e aumentar a produção agrícola, sobretudo na área de grãos. Acho que teríamos um problema grave se produzíssemos muito alimento e não tivéssemos para quem vender."
Lula chegou neste sábado à Gana para participar de uma reunião especial da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad).

Ele ficará no país até segunda-feira. Neste sábado, Lula assinou acordos bilaterais de cooperação nas áreas ambientais e de biocombustíveis com Gana.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG