não muda tratado de Itaipu com Paraguai - Mundo - iG" /

Lula diz que não muda tratado de Itaipu com Paraguai

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira que o Brasil não vai rever o tratado de Itaipu, uma das principais bandeiras de campanha do presidente eleito do Paraguai, o ex-bispo católico Fernando Lugo. Não muda o tratado, afirmou Lula em entrevista a jornalistas brasileiros em Acra, Gana, antes de embarcar para o Brasil.

BBC Brasil |

"O tratado vai se manter".

O acordo que permitiu a construção da usina binacional nos anos 1970 foi um dos temas de destaque da campanha eleitoral paraguaia.

Defensores da revisão do acordo acusam o Brasil de explorar o Paraguai ao comprar pelo preço de custo o excedente da energia que o pequeno vizinho não consome.

Atualmente, 20% da energia consumida pelo Brasil é fornecida por Itaipu, a maior geradora de energia do planeta.

O Paraguai consome apenas 5% da energia gerada pela hidrelétrica.

Esquerda
Indagado sobre o que representava a vitória de mais um líder de esquerda na América Latina, Lula disse que Lugo "não é esquerdista".

"Nós temos que valorizar as pessoas que são eleitas como resultado da democracia. O Lugo pelejou muito tempo, batalhou muito tempo, venceu uma eleição muito disputada, reconhecida já por todos os outros candidatos", disse Lula.

O presidente brasileiro evitou comparar o paraguaio com o boliviano Evo Morales, que também se elegeu com uma plataforma de recuperação da soberania energética do país.

Para Lula, a vitória de Lugo representa um avanço democrático.

"A democracia ganhou e o Paraguai certamente vai consolidar cada vez mais seu processo democrático. É importante lembrar que no Paraguai você tinha um partido que governava há 60 ou 70 anos. Houve um câmbio, e esse câmbio, se foi da vontade do povo, merece todo o meu respeito", declarou.

Após as declarações, a Presidência divulgou uma nota em que oferece "calorosos votos de êxito à frente dos destinos do Paraguai".

De acordo com a nota, Lula diz que Fernando Lugo poderá contar com o "apoio solidário" e a "amizade" do Brasil.

O resultado eleitoral no Paraguai representa um marco histórico. Pela primeira vez em 61 anos, ininterruptos, o Partido Colorado deixa o poder e passa para as fileiras da oposição.

Com a apuração já completada, as autoridades paraguaias anunciaram que Lugo venceu com 41% dos votos, à frente rivais Blanca Ovelar, do Partido Colorado (31%) e do ex-general Lino Oviedo, do partido Unace (22%).

Ambos já reconheceram o resultado e o presidente do país, Nicanor Duarte Frutos, do Partido Colorado, destacou que essa foi uma "transição tranqüila".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG