Lula diz que analisará com Chávez e Cristina andamento da Rodada de Doha

Tucumán (Argentina), 1 jul (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que se reunirá com os chefes de Estado da Venezuela, Hugo Chávez, e da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, para analisar o andamento das negociações da Rodada de Doha uma semana antes da reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC) em Genebra.

EFE |

Em coletiva de imprensa no fechamento da Cúpula do Mercosul na cidade argentina de Tucumán, Lula disse que a reunião com os líderes será realizada em 14 de julho, porém não definiu local.

A declaração de Lula surpreendeu tanto à diplomacia brasileira como a da Argentina, cujos porta-vozes admitiram à Agência Efe que não sabiam do assunto.

"Todos nós queremos concluir" a Rodada de Doha, ressaltou Lula, que insistiu que os resultados devem ser "equilibrados", beneficiar os países pobres e em desenvolvimento e incluir uma abertura do mercado agrícola europeu.

As declarações do presidente brasileiro acompanham o que foi dito em um comunicado conjunto emitido esta segunda-feira pelo Mercosul, no qual o maior bloco sul-americano convocou os países desenvolvidos, capitaneados pelos Estados Unidos e pela União Européia (UE), "a alcançarem o equilíbrio nas negociações" iniciadas em 2001.

Nesse comunicado, assinalaram a necessidade de conseguir avanços na próxima reunião ministerial prevista para finais de julho em Genebra, de modo que possa ser alcançado um acordo equilibrado. EFE alm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG