Lula descarta perigo por gripe suína e diz que país tem remédios

Brasília, 27 abr (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva descartou hoje a preocupação de seu Governo perante o perigo da aparição da gripe suína no Brasil, que segundo ele tem remédios para enfrentar uma eventual propagação da pandemia.

EFE |

Em um ato em Manaus, no Amazonas, Lula disse que "graças a Deus, até agora, (a gripe) não chegou ao Brasil". "Espero que nunca chegue, mas o país tem remédios para enfrentar a situação", completou.

O presidente disse ter conversado a respeito com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que se encontra em reunião internacional com autoridades no tema na Turquia e retornará imediatamente ao país para discutir a situação.

A única suspeita da possível presença da doença no Brasil é com um casal que passou o fim de semana em Cancún, no México, e chegou com sintomas da gripe. Porém, ainda não se confirmou se trata-se do vírus do tipo suíno.

O diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Agenor Alvares da Silva, indicou que serão produzidas 100 mil cartilhas instrutivas para serem distribuídas aos passageiros que chegam da América do Norte.

Desse material, 70 mil folhetos serão usados no aeroporto de Guarulhos, que opera para São Paulo e que é a primeira escala no Brasil para a chegada de voos internacionais.

Segundo ele, também começou a ser feita a licitação para a compra de máscaras especiais para equipar funcionários da Anvisa nos principais aeroportos do país.

No Brasil, desembarcam diariamente sete mil passageiros provenientes de México, Estados Unidos e Canadá. EFE wgm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG