Lula defenderá maior cooperação entre Mercosul e sudeste asiático

Brasília, 18 nov (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu colega da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, acordaram hoje em fortalecer a cooperação entre o Mercosul e a Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

EFE |

Lula recebeu Yudhoyono no Palácio do Planalto, onde mantiveram uma reunião privada, à qual posteriormente se uniram ministros de ambos os Governos.

Segundo um comunicado conjunto divulgado após o encontro, ambos coincidiram na necessidade de fortalecer tanto o Mecanismo de Diálogo Mercosul-Asean como o Fórum de Cooperação América Latina-Ásia do Leste (Focacal), criados há mais de quatro anos.

A Indonésia incorporou-se em outubro à Asean, que também integram Mianmar, Brunei, Camboja, Laos, Filipinas, Malásia, Cingapura, Tailândia e Vietnã, enquanto que o Brasil exerce neste semestre a Presidência rotativa do Mercosul, bloco completado por Argentina, Uruguai e Paraguai.

Segundo fontes oficiais, Lula comprometeu-se a defender o reforço das relações com a Asean na próxima cúpula semestral do Mercosul, que será realizada 16 de dezembro próximo na Costa de Sauipe.

Yudhoyono, por sua vez, disse que fará o próprio na 14ª Cúpula da Asean, também em dezembro, na capital tailandesa Bangcoc.

Durante o encontro, Brasil e Indonésia assinaram um acordo de sociedade estratégica nos campos político, econômico, cientista, tecnológico, social e cultural, que, segundo Lula, ajudará que ambos os países "assumam o lugar que lhes corresponde em um mundo em profunda transformação". EFE ed/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG