Lula critica política européia de imigração na Cúpula Iberoamericana

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, criticou nesta quinta-feira na Reunião de Cúpula Iberoamericana as novas e severas políticas migratórias instauradas pela União Européia (UE).

AFP |

"Vemos com preocupação" a Diretriz de Retorno da UE que prevê até a prisão de estrangeiros em situação irregular, disse Lula diante dos chefes de Estado e de Governo que assistem à reunião, entre eles os de Espanha e Portugal.

Lula pediu que a cúpula discuta o tema "com franqueza" e emita um pronunciamento sobre o tema, especialmente "em relação à Diretriz de Retorno".

O Brasil considerou "discriminatória" a norma aprovada este ano.

Brasil e Espanha debateram diplomaticamente o tema depois de várias denúncias de centenas de brasileiros que não foram autorizados a ingressar em território espanhol.

"Peço o empenho de todos na elaboração de uma agenda positiva sobre as migrações, valorizando a contribuição do imigrante em nossas sociedades", disse Lula depois de citar os laços históricos da América com Portugal e Espanha.

"O Brasil, em particular, recebeu de braços abertos milhões de imigrantes e descendentes europeus, hoje plenamente integrados à sociedade brasileira", acrescentou Lula.

O presidente brasileiro pediu que seja discutida "uma nova governança realmente global, capaz de maximizar os benefícios da globalização e mitigar seu lado negativo", afirmou.

"Não se pode fazer a apologia da livre circulação de bens e capitais e proibir a livre circulação de pessoas. Precisamos encontrar formas mais solidárias de convivência", disse.

gm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG