Lula conversa com chanceler venezuelano sobre tratamento de Chávez

Representante da Venezuela também se encontrou com médicos do hospital Sírio-Libanês antes de Chávez decidir se tratar em Cuba

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, se reuniu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quinta-feira e com médicos do hospital Sírio–Libanês, no dia seguinte. Maduro aproveitou que estava no Brasil para um encontro com a presidenta Dilma Rousseff e passou por São Paulo para levantar informações sobre a possibilidade de o presidente Hugo Chávez se tratar no Brasil.

Segundo fontes próximas a Lula, Maduro se encontrou com o ex-presidente na ala de autoridades do aeroporto de Congonhas, na quinta-feira à tarde, antes de o petista seguir para Goiânia, onde participaria do congresso da UNE. Lula soube que Maduro estava em São Paulo e pediu que o chanceler fosse ao seu encontro. Na conversa, o ex-presidente reiterou o convite feito por Dilma e insistiu para que Chávez venha tratar seu câncer no Brasil, argumentando que o Sírio tem aparelhos melhores e mais modernos do que os dos hospitais cubanos.

No sábado, antes de embarcar mais uma vez para ilha caribenha, onde será submetido a sessões de quimioterapia, Chávez admitiu a possibilidade de fazer parte do tratamento no Brasil e relatou partes da conversa entre Lula e Maduro. Segundo o venezuelano, Lula se prontificou a fazer uma vigília na porta de seu quarto no hospital para garantir a segurança de Chávez.

No Sírio, Maduro esteve com o médico particular de Lula, o cardiologista Roberto Kallil Filho; com o urologista Miguel Srougi, especialista em câncer de próstata, e com o gastroeterologista Raul Cutait, responsável pelo tratamento do ex-vice-presidente José Alencar, morto em março.

    Leia tudo sobre: ChávezcâncerLulaSírio-Libanês

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG