SAN SALVADOR - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou na noite de quinta-feira a El Salvador para estreitar os laços com o governo de Mauricio Funes, em mais uma visita oficial como parte de giro por vários países da América Latina.

Lula chegou ao aeroporto internacional El Salvador em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). A passagem por San Salvador é a última etapa da viagem que o levou a México, Cuba e Haiti.

AFP

Lula é recebido pelo prefeito de San Salvador

Ao chegar, Lula não deu declarações à imprensa e recebeu as chaves da cidade de San Salvador das mãos do prefeito Norman Quijano, que, além disso, declarou que o presidente é um "hóspede de honra".

Depois, recebeu presentes de crianças locais e partiu para o hotel, onde descansaria antes de chegar à residência presidencial para participar de um jantar oferecido por Funes.

Durante a estada de menos de 24 horas, Lula vai assinar diversos acordos com Funes, entre eles uma carta de entendimento para um crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a modernização do transporte público salvadorenho.

O ministro salvadorenho de Relações Exteriores, Hugo Martínez, disse que também serão assinados acordos em matéria de saúde, cooperação agrícola e cooperação para desenvolvimento e inclusão social, entre outros.

"A visita é um acontecimento muito importante para a vida política, econômica e social de El Salvador", assegurou o chanceler, que destacou que o Brasil "é uma das economias emergentes mais fortes no mundo" e "tem um grande peso no cenário internacional".

"El Salvador é um país estratégico para nós na região. Pretendo reforçar as relações bilaterais e ampliar a cooperação com o governo do presidente Funes para avançar em atividades conjuntas em matéria de políticas sociais e de combate à pobreza", afirmou Lula em entrevista publicada pelo jornal "La Prensa Gráfica", de San Salvador.

Funes, da ex-guerrilha da Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN), declarou ao assumir o cargo em junho de 2009 que Lula e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, seriam as referências de seu mandato.

Lula, que completa sua quarta visita a El Salvador desde 2003, reuniu-se no Brasil com Funes como presidente eleito em março do ano passado e novamente em setembro, quando o salvadorenho tinha completado 100 dias no poder.

Durante a visita, o governante salvadorenho vai conceder a Lula a ordem de José Matías Delgado, o maior reconhecimento do país. O presidente brasileiro, por sua vez, vai oferecer a Funes a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, em grau de grande colar, também o mais alto.

Leia mais sobre Lula

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.