Lula: brasileiros nunca foram confundidos com invasores

Em discurso durante a cerimônia de homenagem aos 18 militares brasileiros mortos no terremoto que atingiu o Haiti no dia 12, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que os soldados brasileiros nunca foram confundidos com invasores estrangeiros. Lula defendeu que, desde antes do terremoto, os bravos soldados do Exército Brasileiro já estavam lá participando da missão das Nações Unidas encarregada de estabilizar o país, comandada por militares brasileiros.

Agência Estado |

Lula também afirmou que os 18 tombaram "cumprindo a mais nobre missão humanitária até hoje atribuída às Forças Armadas" - a reconstrução daquele país e o serviço de prestação de socorro às vítimas de um "destino implacável".

Depois de depositar medalha sobre cada um dos caixões dos 18 militares cobertos com a bandeira nacional, o presidente homenageou dois civis mortos pelo tremor: a médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, e Luiz Carlos Costa, o número 2 no comando da missão das Nações Unidas no Haiti.

No fim do seu pronunciamento, Lula agradeceu nominalmente a cada um dos militares mortos. Ele também se dirigiu às famílias dos 18 militares, dizendo: "Peço a Deus que permita manter na memória o exemplo desses homens valorosos." Todos os 18 militares receberam promoção post mortem.

    Leia tudo sobre: haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG