Brasília, 31 jul (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajará a Pequim para assistir à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, mas aproveitará a viagem para se encontrar com o seu colega chinês, Hu Jintao, e o chefe de Estado israelense, Shimon Peres.

O porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, afirmou que a viagem terá "duas vertentes".

Uma delas será estritamente esportiva e relacionada com a divulgação da candidatura do Rio de Janeiro à sede dos Jogos de 2016. A cidade é finalista na disputa ao lado de Madri, Tóquio e Chicago.

Além disso, a ida de Lula à China terá como objetivo discutir assuntos de natureza política e econômica com Hu Jintao.

O porta-voz afirmou que o presidente chegará à capital chinesa na próxima quarta e no dia seguinte terá uma reunião com o presidente da Assembléia Nacional Popular (ANP) da China, Wu Bangguo.

Em seguida, Lula se encontrará com Hu Jintao para tratar de assuntos bilaterais. Em pauta, estarão temas como as relações comerciais e a possibilidade de cooperação em biocombustíveis. Outro assunto na agenda deverá ser o fracasso da negociação da Rodada de Doha.

Baumbach explicou que "na conjuntura atual, os países estão deixando a poeira baixar após os eventos de Genebra e examinam soluções para o futuro".

O porta-voz disse que Lula se reunirá com outros líderes que estarão na capital chinesa para assistir à cerimônia de abertura. No entanto, o único encontro confirmado até o momento é com o presidente de Israel, Shimon Peres, na próxima quinta.

Segundo Baumbach, Lula também se reunirá com o belga Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), e com outros dirigentes da entidade, para tratar da candidatura do Rio aos Jogos de 2016. EFE ed/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.