Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Lula apresenta programa social no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, 4 dez (EFE).- O Governo federal lançou hoje no Rio de Janeiro um ambicioso programa social que pretende pacificar uma das favelas mais perigosas da cidade e tirá-la do controle de traficantes e milícias.

EFE |

O Território de Paz, que faz parte do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), foi apresentado em um ato oficial pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e por vários de seus ministros dentro do Complexo do Alemão.

O programa, que se estenderá a bairros que apresentam altos índices de violência de outras grandes metrópoles do país, como São Paulo e Salvador, contempla investimentos totais de cerca de R$ 1,4 bilhão apenas para este ano.

Segundo o Governo, cada bairro terá "ações integradas de cidadania para combater a violência" com mais de 20 projetos em educação, saúde, esportes e preparação profissional.

No Rio de Janeiro, o programa incorporará 2.550 mulheres, líderes comunitárias, que "colaborarão com as autoridades na missão de separar os jovens da criminalidade".

"Estamos começando a fazer no Rio uma revolução para resolver definitivamente o problema da segurança pública no estado", afirmou Lula.

O presidente prometeu que a Polícia será "mais companheira" e saberá diferenciar no tratamento os bons e os maus nas comunidades pobres.

"Esta é a grande oportunidade. O problema não é só de Polícia, mas de presença do Estado com educação, emprego, formação profissional e cultura, e é isso o que estamos fazendo aqui", afirmou.

No Complexo do Alemão, haverá 20 postos policiais que contarão com 600 agentes.

Enquanto Lula e seus ministros cumpriam o ato oficial no Complexo do Alemão, moradores do conjunto de favelas da Maré protestavam pelo assassinato de um menino de oito anos durante uma incursão da Polícia militar. EFE ol/ab/plc

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG