Lula antecipa vitória de Morales em referendo na Bolívia

Por Diego Oré PUERTO QUIJARRO, Bolívia (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prognosticou na quinta-feira uma vitória do Sim no referendo constitucional na Bolívia, em um apoio sólido a seu colega e amigo Evo Morales.

Reuters |

A 10 dias da consulta mediante a qual Morales pretende colocar em vigência uma nova Constituição plurinacional e socialista para "refundar" a Bolívia, Lula disse que as mudanças na democracia e a estabilidade interessam a toda região, em especial ao Mercado Comum do Sul (Mercosul).

Os governantes da maior economia e do país mais pobre da América do Sul trocaram elogios e promessas de cooperação ao encontrarem-se na fronteira para inaugurar uma rodovia, num ato que pareceu fazer parte da campanha de Morales pelo "Sim" à polêmica carta magna, na qual a oposição tem exigido mudanças.

"Está em curso uma refundação democrática (da Bolívia) que busca reduzir desigualdades e valorizar a diversidade. Tenho a convicção de que o referendo sobre a nova Constituição no dia 25 será um passo decisivo nessa direção", disse Lula em discurso.

Lula acrescentou que acompanha "com atenção e admiração" o processo liderado por Morales, que, segundo disse, leva a "uma nova Bolívia (em que) o povo clama por transformações que tragam novas esperanças e perspectivas para todos".

"O Brasil não é uma ilha, não teremos prosperidade durável se não existir prosperidade para todos os nossos irmãos sul-americanos, e com essa certeza afirmo que a Bolívia poderá contar sempre com o Brasil", declarou Lula.

Os presidentes inauguraram em Puerto Quijarro, região fronteiriça, o penúltimo trecho de um corredor entre os oceanos Pacífico e Atlântico que esperam abrir totalmente neste ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG