passaporte para o futuro - Mundo - iG" /

Lula afirma que novo petróleo é passaporte para o futuro

Omar Lugo Vitoria (Brasil), 2 set (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que hoje participou da primeira coleta de petróleo da camada pré-sal no campo de Jubarte, no Espírito Santo, afirmou que estas jazidas são o passaporte para o futuro do Brasil.

EFE |

O Governo ainda prometeu que com essa riqueza transformará o país em uma potência energética mundial e acabará com a pobreza.

A produção de 18 mil barris por dia em um poço em alto-mar na bacia do Espírito Santo foi apresentada hoje por Lula e seus ministros como a maior conquista tecnológica da Petrobras e a descoberta de uma das mais promissoras fronteiras geológicas do mundo.

Em cerimônia oficial convocada para celebrar a data, o presidente afirmou que se trata de um acontecimento histórico inserido no "extraordinário" crescimento econômico vivido pelo Brasil com bilhões de dólares em investimentos previstos para os próximos anos.

"Os investimentos programados na economia brasileira até 2017 ultrapassam os R$ 2 trilhões" somando todo o setor público e privado, destacou.

A produção na camada pré-sal iniciada hoje equivale a menos de 1% de todo o petróleo extraído pela Petrobras por dia, mas para o Governo permite mostrar um resultado concreto após dois anos de anúncios que agitaram os brasileiros e aumentaram o ânimo da indústria petrolífera mundial.

Lula, que assistiu ao início da extração de petróleo na plataforma JK P-34, na Bacia de Campos, descreveu sua "emoção" de receber um óleo tirado a mais de 4 mil metros de profundidade, o que, segundo ele, "ninguém imaginava que fosse possível".

"A Petrobras é tão importante que o presidente (da empresa) deveria ser eleito por voto direto e depois este nomear ao presidente da República", afirmou.

Mas segundo a Petrobras, além dos testes iniciados hoje, a verdadeira produção começará em março, de maneira gradual, no enorme campo de Tupi, na Bacia de Santos, cerca de 300 quilômetros mar adentro.

Em Tupi, foram identificados entre 5 bilhões e 8 bilhões de barris de petróleo a aproximadamente 7 mil metros de profundidade.

O plano de produção começará com cerca de 15 mil barris diários e, se tudo der certo, "se estará dando um salto extraordinário" na história do Brasil, segundo Lula.

A Petrobras prevê a extração de 100 mil barris por dia a partir de dezembro de 2010.

Enquanto este dia não chega e o país está imerso na campanha para as eleições municipais de outubro, foi antecipada esta produção simbólica no pré-sal do Espírito Santo, menos profundo e perto de jazidas convencionais que estiveram em produção há dois anos, no campo de Jubarte.

Essa riqueza colocou a Petrobras no centro do debate nacional, pois embora seja controlada pelo Estado, suas ações são negociadas nas bolsas de Nova York, São Paulo, Madri e Buenos Aires.

Lula, que chamou à companhia petrolífera de "mãe da industrialização" do Brasil, explicou que seu Governo quer discutir como tratar a questão do pré-sal. Os ministros têm um mês para lhe entregar propostas.

"Eu só tenho dois objetivos: aproveitar esse dinheiro e tentar acabar com a pobreza neste país. E segundo, pagarmos a dívida com a educação brasileira", disse.

Ele disse também que tem "a decisão anunciada e assinada de que o Brasil não vai ser um mero exportador de petróleo cru, mas de produtos de maior valor agregado".

"O petróleo é nosso, será de todos os brasileiros e vai mudar definitivamente o rosto social de nosso país", prometeu Lula ao renovar seu "compromisso de solidariedade nacional com as gerações" atuais e futuras.

O presidente também reiterou sua "determinação" de fazer com que o petróleo seja o motor da economia e do desenvolvimento do Brasil e dê um forte impulso à indústria naval com a contratação em estaleiros locais de plataformas, navios de apoio e sondas de perfuração.

Nessa mesma linha, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou que o crescimento econômico do Brasil será empurrado pelo petróleo e as perspectivas de aumento da produção.

EFE ol/rb/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG